Estética e Saúde

O seu mundo de bem-estar

Sensação de calor, couperose, eritrose, ou rosácea, são reacções comuns quando os vasos da pele estão fragilizados. A pele fina é particularmente vulnerável à vermelhidão. Para evitar que este problema permaneça indefinido e para que o possa tratar, deve fazer-se o diagnóstico.

Rosto com e sem rosácea

Como se manifestam estas doenças de pele?

A pele particularmente frágil pode apresentar sensações de calor e vermelhidão. Com o tempo, as vermelhidões tornam-se mais persistentes, instalam-se e podem nunca mais desaparecer.

Significado de cada problema:

Eritrose: Consiste em áreas vermelhas difusas na face e manchas vermelhas persistentes nas laterais do pescoço.

CouperoseRuborização persistente do rosto que se agrava em determinadas ocasiões. A pele dá comichão e provoca uma sensação de ardor. Consiste de pequenos vasos dilatados nas bochechas e nariz.

EritrocouperoseTermo utilizado para englobar a Couperose e a Eritrose.

Rosácea: Aos vasos sanguíneos visíveis no rosto dá-se o nome de rosácea. É frequente que acompanhe a eritros e pode haver um surto de borbulhas com pus nas maçãs do rosto com couperose. Alguns tipos de pele coram com facilidade devido ao stress, ao calor, ao frio e até, à digestão.

Sintomas comuns:

Vermelhidão passageira ou sensações de calor.

Vermelhidão difusa permanente, frequentemente localizada nas maçãs do rosto.

Ruborização persistente do rosto que se agrava em determinadas ocasiões. Sente uma comichão incómoda na pele que provoca uma sensação de ardor.

Pequenos vasos visíveis, resultado de um agravamento da eritrose.

Pontos vermelhos (por vezes “com cabeça branca”), normalmente resultado de uma rosácea inflamatória.

Mulher com vermelhidão facial

Causas prováveis das doenças de pele:

Hiper-reatividade dos vasos da pele. Quando os vasos da pele se dilatam rapidamente e a vermelhidão aparece na superfície da face, mas voltam ao normal rapidamente, denomina-se de “flush”. Contudo, a longo prazo o fenómeno agrava-se e os vasos, cada vez mais dilatados, tornam-se visíveis a olho nu e não desaparecem.

O que pode incentivar ou piorar a vermelhidão?

Fatores externos: raios UV, poluição, alimentação, clima, ou stress.

Fatores internos: emoções, má circulação, consumo de café, álcool ou especiarias.

Hereditariedade: vermelhidão pode ocorrer em pessoas que têm pele vasoreactiva, uma característica da pele que pode ser de família.

Envelhecimento da pele: a partir dos 25 anos a pele se torna-se mais sensível à vermelhidão.

Couperose

Cuidados especiais a ter com a sua pele:

Certos princípios activos adequados para a pele sensível podem ser encontrados em dermocosméticos. Estes incluem:

Vitamina C, que fortalece a parede dos vasos delicados.

Vitamina B, que fortalece a pele para protegê-la de irritações externas e variações climáticas.

Para combater a vermelhidão, a sua rotina de cosméticos deve ser adaptada à sua pele:

Use desmaquilhantes adequados a pele sensível.

Aplique diariamente cremes hidratantes anti-vermelhição.

Substitua a aplicação do tónico por água termal.

Reduza o consumo de álcool, alimentos picantes, café, entre outros.

Evite alterações bruscas de temperatura.

Aplique sempre protector solar, seja qual for a estação do ano.

Consulte sempre que possível o seu dermatologista. Este poderá prescrever antibióticos locais (emulsões, cremes, entre outros), antibióticos por via oral ou recomendar os tratamentos a laser.

Bioderma sensibio H2O

Como tratar estas doenças de pele:

Existem 3 técnicas para tratamento destes casos: Escleroterapia, Eletrocoagulação e terapia baseada em Luz Pulsada ou Laser.

A Escleroterapia permite tratar os vasos mais grossos por injeção de substâncias esclerosantes.

A Eletrocoagulação usa um eléctrodo e coagula pelo calor. A deficiência nestes dois métodos é a impossibilidade de tratar vasos muito finos.

A Luz Pulsada ou Laser permitem resultados mais eficazes, sem grandes efeitos desagradáveis (só terá que evitar o sol durante e após o período de tratamento), e trata vasos extremamente finos e profundos.

Tratamentos para a rosácea

Truques de maquilhagem para disfarçar a vermelhidão:

Aplicar uma base bem leve e de acordo com o seu tom de pele, que diminuirá bastante a visibilidade da vermelhidão.

Aplicar o corrector de olheiras também nas zonas onde tem a vermelhidão.

Aplicar sempre os cosméticos com suavidade e sem friccionar as zonas afectadas.

Autor: Emy Tamada | Categoria: Rosto

Este post foi criado em Quinta-feira, Janeiro 19th, 2012 às 11:07. Pode seguir as respostas a este post através do endereço RSS 2.0 feed.
Deixe o seu comentário
Trackback a partir do seu site

Existe 1 comentário a este post:

GETTULIO MOTA
Janeiro 27th, 2014 at 11:42

GOSTARIA DE SABER QUAL TRATAMENTO MAIS ADEQUADO, POIS O MEU ROSTO TEM VERMELHIDÃO E PASSO UMA POMADA CHAMADA EMSCORT, QUANDO EU DEIXO DE PASSAR ELE VOLTA, A POMADA SÓ AMENIZA, MAIS ACREDITO QUE TENHA CURA DEFINITIVA,

Deixe o seu comentário

Security Code: